BLOG

DESENVOLVER E CAPACITAR PESSOAS É ESSENCIAL PARA OS NEGÓCIOS

"Liderança e aprendizado são indispensáveis um ao outro." - John Kennedy


Como a área de Recursos Humanos tem sido valorizada devido a sua real importância, gostaria de compartilhar algumas respostas dadas a uma entrevista para a REVISTACOOP, sobre Treinamento e Desenvolvimento nas cooperativas, e é claro que o mesmo vale para as empresas de todos os ramos de negócios:

 

1) Qual a diferença entre treinamento e desenvolvimento de pessoas?
Treinamento está relacionado ao aprendizado de alguma habilidade, como por exemplo, capacitar o indivíduo a costurar, atender o telefone, digitar, disparar um míssil, anestesiar um animal e assim por diante. Por outro lado, desenvolvimento está relacionado a desenvolver a pessoa, como por exemplo, desenvolver o pensamento crítico, o raciocínio, o controle emocional, a compreensão do outro ser humano, a liderança, empatia e outras virtudes e talentos do ser humano.

Conforme Chiavenato, treinamento significa ”o preparo da pessoa para o cargo” e se relaciona ao ensino, já a área de desenvolvimento se relaciona mais da educação que é o preparo da pessoa” para a vida, para o convívio e o aprimoramento pessoal, ou seja, treinamento é uma ação de recursos humanos pontual e desenvolvimento é uma ação mais voltada ao geral, para o futuro do indivíduo ou do trabalhador dentro da organização.

2) Qual a importância dos programas de treinamento e desenvolvimento?
Em razão do aumento da globalização, concorrência e da agressividade no mundo dos negócios, torna-se primordial a constante atualização e qualificação dos profissionais para a sobrevivência e a expansão dos negócios. Competência, qualidade e profissionalismo se tornaram requisitos fundamentais no mercado atual, e é por isso que é preciso investir muito tempo, dinheiro e energia para motivar, capacitar e desenvolver as lideranças e os colaboradores das nossas cooperativas/empresas.

3) Como as necessidades de treinamento são identificadas?
Em princípio buscando junto aos gestores de cada setor, quais são as dificuldades relacionadas a competências que ele percebe na sua equipe, assim como, escutar atentamente as sugestões do pessoal de recursos humanos. Além disso, é importante também observar os resultados de cada equipe, as solicitações dos colaboradores e chefias, bem como percebendo o nível de motivação e comprometimento no trabalho.

Por exemplo, se observarmos uma queda na produtividade, falta de comprometimento, conflitos na equipe, reclamações de clientes, dificuldades de execução ou de comunicação, então estaremos diante de profissionais incompetentes ou desmotivados, o que vai demandar em entender as causas e depois criarmos os caminhos para sanar as deficiências de competência, ou buscar a melhoria das condições de trabalho ou o aprimoramento das lideranças, que impactam diretamente na produtividade e comprometimento das equipes.

“O mercado é dinâmico e muda constantemente. É preciso acompanhar as tendências para não ficarmos na contramão.” - Aury Luiz Bodanese

4) Que papel o treinamento e o desenvolvimento podem desempenhar para desenvolver as lideranças de amanhã, aumentando o seu compromisso com o cooperativismo?

Em minhas palestras costumo trabalhar a necessidade de buscar a excelência e o comprometimento dos profissionais e lideranças, e sempre digo que não podemos fazer um queijo de alta qualidade com leite de baixa qualidade, assim como é impossível ter o sucesso na gestão com pessoas desmotivadas, incompetentes ou negativas.

Liderança é poder e como todo poder, pode construir e trazer o progresso, ou pode destruir trazendo o fracasso. Pessoalmente acredito que as pessoas que estão imbuídas de cargos de poder precisam ser grandes exemplos de competência, motivação e comprometimento, para que assim possam mobilizar os demais a darem o seu melhor, assim como precisam promover o desenvolvimento das suas equipes.

Acredito que é preciso investir muito mais tempo e dinheiro na formação e no desenvolvimento dos dirigentes e das pessoas que estão em cargos de poder, principalmente nas questões de desenvolvimento da liderança, gestão, comunicação verbal e não verbal, persuasão, raciocínio, oratória, marketing, relacionamento interpessoal, inteligência emocional e planejamento estratégico.
Ao mesmo tempo é preciso intensificar ações para preparar os futuros gestores e qualificar os novos dirigentes, pois esses representarão e tomarão decisões importantes demais para a sustentação e o crescimento das cooperativas.

5) Dê-nos um exemplo de um case de intervenção que foi bem-sucedida.

Nessa caminhada de mais de 30 anos motivando e desenvolvendo pessoas de empresas e cooperativas em todo o Brasil, há muitos bons exemplos a falar. Mas quero dar um exemplo que ações simples também podem trazer bons resultados.
No ano passado estive trabalhando com um grupo de atendentes da Cotrisoja, onde realizamos um trabalho em 3 etapas. Primeiramente realizamos um treinamento de atendimento ao público, onde além do atendimento trabalhamos questão de profissionalismo, motivação, visão sistêmica, comportamento e psicologia positiva. Na segunda etapa foi realizado um curso de vendas e negociação com a mesma equipe, onde também trabalhamos comunicação verbal e não verbal, persuasão e comprometimento com resultados e carreira. Após isso realizamos um último trabalho no qual realizamos muitas dinâmicas e vivências, tanto dentro de um hotel como ao ar livre, onde promovemos atividades que envolvessem o raciocínio, o domínio emocional, o trabalho em equipe, a autoconfiança, iniciativa e estratégia.

Com isso houve um amadurecimento dos profissionais e um grande aprimoramento em termos de competências que podemos ver no depoimento de Alexi Loesch, gerente de varejo da Cotrisoja: “após o treinamento realizado com a equipe das Lojas Agropecuárias observamos uma rápida resposta dos nossos colaboradores no dia à dia de trabalho, a resposta foi entregue em faturamento, números mas muito mais que isso na postura de relacionamento entre os colaboradores das 10 lojas. A integração entre as lojas foi um fator que após trabalhado impulsionou os resultados de todos, o clima organizacional foi também algo perceptível e com resposta na busca de todos pelo objetivo o qual foi percebido no dia à dia. Podemos afirmar que o crescimento em todos os aspectos que envolvem o dia à dia de trabalho de um profissional foram observados e o mais importante para o cenário econômico atual foi que ocorreu de forma imediata e assim com rapidez entregando para a cooperativa os resultados pretendidos por ela bem como o crescimento profissional de cada colaborador".
 

Um grande abraço e fico a disposição para contribuir com suas equipes de trabalho.

Bruno Krug

Consultor Empresarial e Palestrante Motivacional
(55)3312-5477 / (55)8142-5600
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
https://www.facebook.com/brunokrug.palestrantemotivacional?ref=hl
www.brunokrug.com.br

PROCURAR

FACEBOOK