BLOG

CULTIVE O OTIMISMO E VIVA MAIS E MELHOR

Não importa a cor do céu. Quem faz o dia bonito é você. ( pensamento popular )

Que todo mundo sabe que uma pessoa otimista vive melhor é um fato, pois quem é otimista tem uma visão mais positiva de tudo que lhe acontece, podendo até mesmo encontrar algo de bom nos acontecimentos ruins, interpretando que até as situações ruins tem uma utilizada ou função espiritual positiva, ou encontrando oportunidades nos problemas que enfrentam.

No mesmo sentido sabemos que as pessoas otimistas tendem a agir com mais confiança e alegria, assim como tendem a ter uma reação mais tranquila perante os problemas, acreditando que poderão controlar variáveis importantes para que as coisas aconteçam. Acreditam muito em ideias do tipo “Você pode! Você é capaz de ser o que quiser, então, persista pois está quase lá. Você é capaz de qualquer coisa, acredite em si!” ou “Vai valer a pena. Não importa o que você tem enfrentado ou o quão difícil tudo tenha sido até aqui: tudo vai valer a pena muito em breve!”.

Agora achei interessante o fato da ciência estar buscando verificar o valor do otimismo na saúde e longevidade. Nesse sentido um estudo feito pela Escola de Medicina de Boston, publicado dia 26 de agosto de 2019, no periódico científico Proceedings of the National Academy of Sciences, concluiu que há uma relação estreita entre otimismo e longevidade excepcional (termo usado para definir aqueles que ultrapassam os 85 anos). De acordo com a pesquisa, pessoas otimistas têm maiores chances de alcançar essa idade, em relação a outros.

Este estudo constata que mulheres com níveis mais altos de otimismo vivem 15% mais que as mulheres menos otimistas e que só reclamam e têm 50% mais chances de atingir, no mínimo, 85 anos. Por outro lado, os homens mais otimistas tendem a viver 11% mais e têm 70% mais chances atingir 85 anos. 

Claro que podemos entender que podem existir outros fatores, mas com certeza é um estudo que tem uma boa análise, tendo em vista o grande número de pessoas pesquisadas. Para avaliar a influência do estado de espírito de uma pessoa, os cientistas analisaram dados de 70 mil indivíduos, cujo humor e longevidade foram analisados ao longo dos anos. As coletas de informações foram feitas em 1986, 2004, 2014 e 2016, tanto com homens quanto com mulheres.

Provavelmente uma das causas é que pessoas pessimistas tendem a viver muito estressadas, reclamando demais, assim como dando muita importância negativa até aos pequenos problemas. Pela forma negativa de pensar tendem a gerar um estresse crônico, maior ansiedade e depressão, ao contrário do que ocorre com as pessoas otimistas.

Pessoas positivas tendem a estarem mais satisfeitas com sua vida, tem menos sinais de depressão, cultivam bons relacionamentos, sofrem menos estresse, são mais resilientes, tem menos dores e muito mais. Com certeza o otimismo não blinda as pessoas de problemas, mas dá condições de olhar os problemas de forma positiva e gera energia e motivação para enfrentar e resolver o que é necessário.

Sabemos também que pessoas felizes produzem mais, complicam menos e tendem a colaborar com mais facilidade com os demais, e por isso tendem a ter maior empregabilidade, produtividade e bom relacionamento com os demais. Para dar maior ênfase a isso faço uma pergunta: você conhece pessoas felizes que sejam pessimistas e que estejam sempre reclamando e criando dificuldades? Certamente que não!!!

Pense nisso e treine para tornar-se otimista, positivo e confiante. Você tem muito a ganhar!!!

Bruno Krug
Palestrante Motivacional, Terapeuta e Mentor de Líderes
(55)3312-5477 / (55)98142-5600
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
https://www.facebook.com/brunokrug.palestrantemotivacional

PROCURAR

FACEBOOK