BLOG

Até a poucos anos atrás as pessoas, empresas e instituições consideravam como fator de grande importância para o sucesso de uma pessoa, o grau de inteligência medida pelos testes de QI, os quais visam medir o quociente intelectual por meio de questões lógicas. Naturalmente as pessoas com o grau de QI mais elevado eram vistas como especiais e dotadas de maiores possibilidades de serem bem-sucedidas.

 “Nós somos o que repetidamente fazemos. A excelência, então, não é um ato, mas um hábito” - Aristóteles 

Todo profissional que busca ascensão na carreira, ou que deseja realmente contribuir com as empresas ou comunidades para os quais trabalha, com certeza há de concordar que um dos mais importantes aspectos a ser buscado é a excelência naquilo que se faz, seja qual for a profissão ou atividade que se exerça.

Há um ditado popular que diz que “a vida ensina”, e este ditado parte do princípio de que com as experiências da vida vamos aprendendo lições importantes da “mestre” Vida. Entretanto por mais que pareça ser algo contrário a sabedoria popular, podemos dizer que a vida não ensina nada, mas sim que existem pessoas que aprendem com as experiências da vida e outras que passam a vida repetindo os mesmos erros e que não aprendem nada.

 “A adversidade desperta em nós capacidades que, em circunstâncias favoráveis, teriam ficado adormecidas.” - Horácio 

Com uma crise que ninguém previa, surgiram situações inusitadas, nas quais nenhum grupo de gestão de crise tinha pensado, o que levou a muitas dúvidas, medos, ações erradas e consequências fortes de impacto social e econômico, tanto para os pequenos como para os grandes empresários, em maior ou menor escala.

“Crises e impasses, quando ocorrem, têm ao menos uma vantagem: forçam-nos a pensar.” - Jawaharal Nehru

Sem sombra de dúvidas, estamos vivendo um momento inesperado, complexo e muito difícil. A chegada desse Coronavírus tem apresentado uma crise com fortes impactos em quase todas as atividades, sem que saibamos como serão as próximas semanas.
Ninguém pode afirmar que “adora crises”, mas sabemos que todos nós ao longo da nossa vida, passamos por períodos de crises, maiores ou menores, sejam elas de origem em processos climáticos, política e economia, ou até mesmo nas crises de origem afetiva, sexual, familiar, espiritual ou de algum outro tipo. É fato que as crises implicam em angústia, medo, dúvidas, tristeza e outros sentimentos e emoções que nos fazem sentir mal e causam sofrimento.

PROCURAR

FACEBOOK